Logo Estrutura Dinâmica
ONA

ONA: como conseguir o certificado

Confira!

O que é a ONA?

ONA (Organização Nacional de Acreditação) é uma entidade brasileira que oferece programas de acreditação para instituições de saúde no Brasil. Assim como a Joint Commission International (JCI), nos Estados Unidos, o ONA estabelece padrões de qualidade e segurança para hospitais, clínicas, laboratórios e outros estabelecimentos de saúde no Brasil.

 

O objetivo do ONA é promover a melhoria contínua da qualidade e segurança dos serviços de saúde, por meio da avaliação e reconhecimento das instituições que atendem aos seus rigorosos padrões. As instituições que obtêm a certificação do ONA demonstram seu compromisso com a excelência nos cuidados de saúde e podem ganhar reconhecimento e confiança por parte dos pacientes, profissionais de saúde e autoridades reguladoras.

ONA

História do ONA: Uma visão geral da história e evolução do ONA desde a sua fundação.

A Organização Nacional de Acreditação (ONA) foi fundada em 1999 com o propósito de estabelecer padrões de qualidade e segurança para instituições de saúde no Brasil.

Sua criação foi motivada pela necessidade de promover a melhoria contínua nos serviços de saúde, bem como pela crescente demanda por padrões reconhecidos e validados nacionalmente.

Desde sua fundação, a ONA tem desempenhado um papel crucial na transformação do setor de saúde brasileiro, incentivando a adoção de práticas baseadas em evidências, aprimorando a gestão e a governança das instituições de saúde e promovendo uma cultura de segurança do paciente.

Ao longo dos anos, a ONA desenvolveu e aprimorou seus padrões de acreditação, alinhando-os com as melhores práticas internacionais e as necessidades específicas do contexto brasileiro.

A organização também expandiu sua atuação, oferecendo diferentes níveis de certificação que atendem às diversas realidades e características das instituições de saúde no país.

Além disso, a ONA tem desempenhado um papel importante na capacitação e desenvolvimento dos profissionais de saúde, fornecendo treinamentos e recursos educacionais para apoiar as instituições no processo de melhoria contínua da qualidade.

Ao longo de sua história, a ONA tem sido reconhecida como uma referência nacional em acreditação de saúde, desempenhando um papel fundamental na promoção da qualidade e segurança dos cuidados de saúde no Brasil.

Seu compromisso com a excelência e sua contínua evolução refletem sua importância como uma entidade essencial para o avanço do setor de saúde no país.

ONA

O que é a Acreditação ONA?

A Acreditação ONA (Organização Nacional de Acreditação) é um processo voluntário de avaliação externa que visa reconhecer a qualidade e segurança dos serviços de saúde prestados por instituições no Brasil.

 A ONA é uma entidade sem fins lucrativos que desenvolveu um modelo próprio de avaliação baseado em critérios específicos para diferentes níveis de complexidade e atuação das instituições de saúde.

A Acreditação ONA busca promover a melhoria contínua da qualidade dos serviços de saúde, garantir a segurança dos pacientes e promover boas práticas de gestão e assistência. 

Por meio desse processo, as instituições de saúde são avaliadas de forma abrangente em diversas áreas, como gestão da qualidade, segurança do paciente, governança, gestão de recursos humanos, infraestrutura e processos assistenciais.

O processo de Acreditação ONA envolve uma série de etapas, que incluem a inscrição da instituição, a preparação para a avaliação, a realização da avaliação por uma equipe de auditores treinados e certificados pela ONA, a análise dos resultados, a implementação de ações corretivas, a verificação das correções e, por fim, a obtenção do certificado de acreditação.

A Acreditação ONA é reconhecida no Brasil como um importante selo de qualidade e segurança dos serviços de saúde, contribuindo para a valorização das instituições de saúde, a confiança dos pacientes e a melhoria contínua do sistema de saúde como um todo. 

Além disso, a Acreditação ONA também pode ser uma vantagem competitiva para as instituições de saúde ao demonstrar seu compromisso com a excelência e aprimoramento contínuo.

Quais os níveis dessa Acreditação ONA?

• Nível I (Acreditado) – A operadora cumpre 70% ou mais dos padrões de qualidade e segurança da ONA. Essa certificação é válida por 2 anos.

• Nível II (Acreditado Pleno) – É preciso atender dois critérios:

  1. cumprir ou superar, em 80% ou mais, os padrões de qualidade e segurança;
  2. cumprir ou superar, em 70% ou mais, os padrões ONA de gestão integrada, com processos ocorrendo de maneira fluida e plena comunicação entre as atividades. Essa certificação é válida por 2 anos.

 Nível III (Acreditado com Excelência) – É preciso atender três critérios:

  1.  cumprir ou superar, em 90% ou mais, os padrões de qualidade e segurança;
  2.  cumprir ou superar, em 80% ou mais, os padrões de gestão integrada;
  3.  cumprir ou superar, em 70% ou mais, os padrões ONA de Excelência em Gestão, demonstrando uma cultura organizacional de melhoria contínua com maturidade institucional. Essa certificação é válida por 3 anos.
ONA

Diferenças entre ONA e outras entidades de acreditação

Existem algumas diferenças entre o ONA (Organização Nacional de Acreditação) e outras organizações de acreditação, como a JCI (Joint Commission International) e a Accreditation Canada. Aqui estão algumas das principais diferenças:

  • Âmbito de Atuação: O ONA é uma organização nacional de acreditação que opera exclusivamente no Brasil, enquanto a JCI e a Accreditation Canada são organizações internacionais de acreditação que oferecem seus serviços em diversos países ao redor do mundo.
  • Padrões e Critérios: Embora todas essas organizações de acreditação busquem promover a qualidade e segurança dos cuidados de saúde, os padrões e critérios específicos de avaliação podem variar entre elas. Cada organização pode ter seu próprio conjunto de padrões e critérios adaptados às necessidades e contextos de saúde específicos de cada país ou região.
  • Reconhecimento Internacional: A JCI é amplamente reconhecida internacionalmente como uma das principais autoridades em acreditação de saúde, e a certificação da JCI é considerada um selo de aprovação de qualidade em todo o mundo. A Accreditation Canada também é reconhecida internacionalmente, embora em menor medida do que a JCI. Já o ONA é mais focado no cenário nacional brasileiro e seu reconhecimento pode ser mais limitado fora do país.
  • Custo e Acessibilidade: O custo da certificação pode variar entre as diferentes organizações de acreditação. Geralmente, a JCI e a Accreditation Canada podem ter custos mais elevados devido ao seu reconhecimento internacional e ao prestígio associado à certificação. O ONA pode ser mais acessível para as instituições de saúde no Brasil, tornando-se uma opção mais viável em termos de custo.
  • Processo de Certificação: Embora o processo de certificação siga princípios semelhantes em todas as organizações de acreditação, podem haver diferenças nos detalhes e na abordagem adotada por cada uma delas. Por exemplo, a JCI pode ter um foco maior na avaliação da cultura organizacional e na segurança do paciente, enquanto a Accreditation Canada pode dar mais ênfase à governança e gestão da qualidade.

Em resumo, embora o objetivo principal das organizações de acreditação seja promover a qualidade e segurança dos cuidados de saúde, existem diferenças significativas entre o ONA e outras entidades de acreditação, como a JCI e a Accreditation Canada, em termos de escopo de atuação, padrões e critérios, reconhecimento internacional, custo e processo de certificação. As instituições de saúde devem considerar essas diferenças ao decidir qual organização de acreditação é mais adequada às suas necessidades e circunstâncias específicas.

Importância da acreditação: Por que a acreditação é importante para as instituições de saúde e para os pacientes.

A acreditação é uma peça fundamental no que diz respeito à garantia da qualidade e segurança dos cuidados de saúde, desempenhando um papel crucial tanto para as instituições de saúde quanto para os pacientes. Aqui estão algumas razões que evidenciam a importância da acreditação:

  • Padrões de qualidade: A acreditação estabelece padrões rigorosos de qualidade que as instituições de saúde devem atender. Isso abrange critérios específicos relacionados à segurança do paciente, eficácia dos tratamentos, gestão de riscos, governança e outros aspectos essenciais da prestação de cuidados de saúde.
  • Melhoria contínua: O processo de busca pela acreditação impulsiona as instituições de saúde a avaliar constantemente suas práticas, identificar áreas de aprimoramento e implementar medidas para melhorar a qualidade dos serviços oferecidos. Essa abordagem fomenta uma cultura de melhoria contínua e inovação no setor de saúde.
  • Confiança do paciente: A acreditação oferece aos pacientes a segurança de que estão recebendo cuidados de saúde em uma instituição que atende aos mais altos padrões de qualidade e segurança. Esse aspecto pode aumentar a confiança do paciente na instituição e nos profissionais de saúde que ali trabalham.
  • Redução de erros e complicações: As instituições de saúde certificadas geralmente implementam práticas e procedimentos rigorosos para prevenir erros médicos, infecções hospitalares e outras complicações evitáveis. Isso resulta em melhores resultados para os pacientes e redução dos custos associados a complicações e readmissões hospitalares.
  • Atração de talentos: A acreditação pode ser um fator decisivo na atração e retenção de profissionais qualificados e experientes. Profissionais de saúde desejam trabalhar em ambientes que priorizam a qualidade e segurança dos cuidados de saúde, e a certificação é um indicador importante nesse sentido.
  • Reconhecimento internacional: Para instituições de saúde que buscam expandir sua reputação além das fronteiras nacionais, a acreditação internacional é um diferencial relevante. A obtenção de certificações reconhecidas mundialmente, como as oferecidas pela Joint Commission International (JCI), pode ajudar as instituições a atrair pacientes estrangeiros e estabelecer parcerias globais.

Em resumo, a acreditação desempenha um papel crucial na promoção da qualidade, segurança e excelência nos cuidados de saúde. Beneficia tanto as instituições de saúde, incentivando a melhoria contínua e aumentando a confiança do paciente, quanto os próprios pacientes, assegurando que recebam cuidados de saúde seguros e eficazes.

Padrões de qualidade do ONA: Uma análise dos padrões de qualidade estabelecidos pelo ONA e como as instituições de saúde podem atender a eles.

Os padrões de qualidade estabelecidos pelo ONA (Organização Nacional de Acreditação) são diretrizes abrangentes que as instituições de saúde devem seguir para garantir a prestação de cuidados de saúde de alta qualidade e seguros. Esses padrões abordam uma variedade de áreas-chave e aspectos da operação de uma instituição de saúde. Aqui está uma análise dos principais padrões de qualidade estabelecidos pelo ONA e como as instituições de saúde podem atender a eles:

  • Gestão da Qualidade e Segurança do Paciente: Este padrão abrange a implementação de sistemas de gestão da qualidade, monitoramento de indicadores de desempenho, gestão de riscos e o estabelecimento de políticas e procedimentos para garantir a segurança do paciente.
  • Gestão da Informação e Comunicação: As instituições de saúde devem garantir que haja sistemas eficazes de gestão da informação, incluindo registros médicos eletrônicos, comunicação eficaz entre os profissionais de saúde e a disponibilidade de informações relevantes para os pacientes.
  • Governança e Liderança: Este padrão se concentra na governança eficaz da instituição, incluindo a definição de políticas e objetivos claros, a promoção de uma cultura organizacional de segurança e qualidade, e a liderança comprometida com a melhoria contínua.
  • Recursos Humanos: As instituições de saúde devem garantir que haja pessoal qualificado e treinado para fornecer cuidados de saúde seguros e eficazes. Isso inclui o recrutamento e seleção de profissionais qualificados, a oferta de treinamento e desenvolvimento contínuo, e a implementação de políticas de segurança do trabalho.
  • Instalações e Equipamentos: Este padrão aborda a necessidade de instalações físicas adequadas e equipamentos em boas condições de funcionamento para fornecer cuidados de saúde de qualidade e seguros. Isso inclui a manutenção regular das instalações e a garantia de que os equipamentos estejam devidamente calibrados e mantidos.
  • Cuidado Clínico: Este padrão se concentra na prestação de cuidados clínicos eficazes e baseados em evidências. Isso inclui a padronização de práticas clínicas, o uso de protocolos de tratamento baseados em diretrizes clínicas e a monitorização regular da qualidade dos cuidados prestados.

Para atender a esses padrões de qualidade estabelecidos pelo ONA, as instituições de saúde devem realizar avaliações regulares de sua conformidade, identificar áreas de melhoria e implementar medidas corretivas quando necessário. Isso envolve o desenvolvimento e implementação de políticas e procedimentos específicos, a formação e capacitação dos funcionários, e a alocação de recursos adequados para garantir a qualidade e segurança dos cuidados de saúde prestados. Além disso, as instituições de saúde também podem buscar orientação e suporte externo de consultores especializados para garantir o cumprimento dos padrões estabelecidos pelo ONA.

Quais os custos de uma certificação ONA?

Os custos de uma certificação ONA podem variar dependendo de diversos fatores, incluindo o tipo e tamanho da instituição de saúde, o nível de preparação necessário para atender aos padrões de qualidade estabelecidos pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), e os honorários cobrados pelos consultores externos, entre outros. Aqui estão alguns dos custos envolvidos na busca da certificação ONA:

  • Taxa de inscrição: As instituições de saúde geralmente precisam pagar uma taxa de inscrição para iniciar o processo de certificação ONA.
  • Honorários de consultoria: Muitas instituições optam por contratar consultores especializados em certificação ONA para ajudá-las na preparação para a avaliação. Os honorários desses consultores podem variar dependendo do escopo e da duração do trabalho necessário.
  • Custos de preparação: A preparação para a certificação ONA pode exigir investimentos significativos em recursos humanos, materiais e tecnológicos. Isso pode incluir treinamento de funcionários, atualização de instalações e equipamentos, desenvolvimento de políticas e procedimentos, e implementação de sistemas de gestão da qualidade.
  • Taxas de avaliação: As instituições são responsáveis por pagar as taxas associadas à avaliação da ONA, que podem incluir taxas de visita no local, taxas de avaliação remota e outras taxas administrativas.
  • Custos contínuos: Além dos custos iniciais de obtenção da certificação, as instituições também devem considerar os custos contínuos associados à manutenção da conformidade com os padrões da ONA. Isso inclui taxas de renovação da certificação, custos de auditorias regulares e custos de melhoria contínua da qualidade.

É importante ressaltar que os custos totais da certificação ONA podem variar consideravelmente de uma instituição para outra e devem ser avaliados caso a caso. No entanto, para muitas instituições de saúde, o investimento na certificação ONA é visto como um importante passo para garantir a qualidade e segurança dos cuidados de saúde prestados aos pacientes, além de fornecer reconhecimento e credibilidade.

Instituições de saúde que podem buscar a certificação do ONA

O ONA (Organização Nacional de Acreditação) oferece certificação para uma variedade de instituições de saúde, abrangendo desde hospitais até clínicas e laboratórios. Aqui está uma discussão sobre os diferentes tipos de instituições certificadas pelo ONA e algumas experiências relacionadas:

 

  • Hospitais: Os hospitais são uma das principais instituições de saúde que buscam a certificação do ONA. Eles variam em tamanho e especialidades, desde hospitais de pequeno porte até grandes centros hospitalares. A certificação do ONA é especialmente importante para os hospitais, pois ajuda a garantir a qualidade e segurança dos cuidados prestados aos pacientes em diferentes áreas, como emergências, cirurgias, internações e cuidados ambulatoriais.
  • Clínicas: As clínicas médicas e ambulatórios são outra categoria de instituições que podem buscar a certificação do ONA. Isso inclui clínicas de especialidades, como ginecologia, pediatria, cardiologia, entre outras. A certificação do ONA para clínicas garante que elas atendam aos padrões de qualidade e segurança estabelecidos pela organização, proporcionando aos pacientes um ambiente confiável e eficiente para receber tratamento médico.
  • Laboratórios: Laboratórios clínicos e de diagnóstico também podem obter certificação do ONA. Isso inclui laboratórios que realizam uma variedade de testes laboratoriais, como exames de sangue, urina, imagem e biópsias. A certificação do ONA para laboratórios assegura que eles sigam os padrões de qualidade e segurança necessários para produzir resultados precisos e confiáveis, auxiliando assim no diagnóstico e tratamento adequados dos pacientes.
  • Serviços de Apoio: Além das instituições mencionadas acima, o ONA também oferece certificação para outros serviços de saúde, como serviços de reabilitação, unidades de pronto-socorro, centros de imagem, centros de hemodiálise, entre outros. Esses serviços desempenham um papel importante na prestação de cuidados de saúde abrangentes e podem buscar a certificação do ONA para garantir a qualidade e segurança dos serviços oferecidos.

As experiências das instituições certificadas pelo ONA variam, mas em geral, a certificação é vista como uma conquista significativa que demonstra o compromisso da instituição com a qualidade, segurança e excelência nos cuidados de saúde. Instituições certificadas frequentemente relatam benefícios tangíveis, como melhoria na satisfação do paciente, redução de erros médicos, aumento na eficiência operacional e maior reconhecimento na comunidade médica. Além disso, a certificação do ONA pode ser uma vantagem competitiva ao atrair pacientes, profissionais de saúde e parceiros de colaboração.

Requisitos para certificação ONA: Passo a passo e desafios

Os requisitos para certificação ONA variam dependendo do tipo de instituição de saúde e do nível de certificação desejado. No entanto, em geral, o processo de certificação segue algumas etapas comuns. Aqui está um resumo dos passos e requisitos típicos para a certificação ONA, juntamente com os desafios que as instituições podem enfrentar durante o processo:

  1. Pré-avaliação: Antes de iniciar o processo de certificação, a instituição de saúde pode optar por realizar uma pré-avaliação interna para identificar áreas de não conformidade com os padrões do ONA e determinar a adequação para buscar a certificação.
  2. Inscrição: A instituição de saúde interessada em obter a certificação ONA deve se inscrever no programa de certificação adequado. Isso envolve o preenchimento de formulários de inscrição e o pagamento de taxas associadas.
  3. Preparação: A preparação para a certificação ONA é um passo crucial e pode envolver várias atividades, como revisão e atualização de políticas e procedimentos, treinamento de funcionários, implementação de sistemas de gestão da qualidade, e realização de melhorias em infraestrutura e equipamentos.
  4. Avaliação: Após a preparação, a instituição de saúde é submetida a uma avaliação por uma equipe de auditores do ONA. Durante a avaliação, os auditores revisam a conformidade da instituição com os padrões de qualidade estabelecidos pelo ONA, realizam entrevistas com funcionários e pacientes, e conduzem auditorias em registros e documentos.
  5. Relatório de Avaliação: Após a avaliação, a instituição recebe um relatório detalhado que descreve os resultados da avaliação, identifica áreas de conformidade e não conformidade, e fornece recomendações para melhorias.
  6. Implementação de Ações Corretivas: Com base no relatório de avaliação, a instituição deve implementar medidas corretivas para abordar quaisquer áreas de não conformidade identificadas durante a avaliação.
  7. Verificação e Acompanhamento: Após a implementação das ações corretivas, a instituição é submetida a uma verificação para garantir que as correções tenham sido eficazes. Além disso, a instituição pode ser sujeita a monitoramento e acompanhamento contínuos para garantir a conformidade contínua com os padrões do ONA.

Desafios:

  • Um dos principais desafios enfrentados pelas instituições durante o processo de certificação ONA é garantir que todos os funcionários estejam alinhados com os padrões e procedimentos estabelecidos. Isso pode exigir treinamento extensivo e conscientização sobre as políticas e práticas da instituição.
  • Outro desafio comum é o desenvolvimento e implementação de sistemas de gestão da qualidade robustos que sejam capazes de garantir a conformidade contínua com os padrões do ONA. Isso pode exigir investimentos significativos em infraestrutura, tecnologia e recursos humanos.
  • Além disso, algumas instituições podem enfrentar desafios relacionados à identificação e resolução de áreas de não conformidade durante a avaliação do ONA. Isso pode exigir uma abordagem sistemática e colaborativa para abordar problemas e implementar soluções eficazes.

Em resumo, o processo de certificação ONA pode ser desafiador, mas também oferece uma oportunidade valiosa para as instituições de saúde demonstrarem seu compromisso com a qualidade e segurança dos cuidados de saúde. Superar esses desafios requer um esforço coordenado e uma abordagem proativa para melhorar continuamente os processos e práticas da instituição.

Gestão em Saúde Suplementar

Quais os objetivos da Acreditação ONA?

Os objetivos da Acreditação ONA (Organização Nacional de Acreditação) são multifacetados e abrangem uma variedade de áreas relacionadas à prestação de cuidados de saúde de qualidade. Aqui estão alguns dos principais objetivos da Acreditação ONA:

  • Promover a qualidade e segurança dos cuidados de saúde: Um dos principais objetivos da Acreditação ONA é garantir que as instituições de saúde atendam aos mais altos padrões de qualidade e segurança na prestação de cuidados de saúde. Isso inclui a implementação de práticas e procedimentos que visam prevenir erros médicos, reduzir riscos para os pacientes e garantir resultados positivos.
  • Fomentar a melhoria contínua: A Acreditação ONA incentiva as instituições de saúde a adotarem uma abordagem de melhoria contínua, identificando áreas de oportunidade e implementando medidas para aprimorar a qualidade dos serviços oferecidos. Isso inclui a realização de avaliações regulares, revisões de processos e a implementação de planos de ação para abordar áreas de não conformidade.
  • Estabelecer padrões de excelência: A Acreditação ONA estabelece padrões de excelência que as instituições de saúde devem atender para obter a certificação. Esses padrões abrangem uma variedade de áreas, como gestão da qualidade, segurança do paciente, governança, gestão de recursos humanos, entre outros. Ao definir esses padrões, a Acreditação ONA busca elevar o nível de qualidade dos serviços de saúde em todo o país.
  • Fornecer orientação e suporte: A Acreditação ONA oferece orientação e suporte às instituições de saúde que buscam a certificação, ajudando-as a entender os requisitos do processo de acreditação, identificar áreas de melhoria e implementar medidas corretivas. Isso inclui a disponibilização de recursos educacionais, treinamentos e materiais de apoio para facilitar o processo de certificação.
  • Aumentar a confiança do público: Ao obter a certificação ONA, as instituições de saúde demonstram seu compromisso com a qualidade e segurança dos cuidados de saúde, o que pode aumentar a confiança do público, dos pacientes e dos profissionais de saúde na instituição. Isso pode levar a uma maior satisfação do paciente, melhor reputação institucional e maior reconhecimento na comunidade médica.

Em resumo, os objetivos da Acreditação ONA visam promover a excelência na prestação de cuidados de saúde, garantir a segurança e o bem-estar dos pacientes, e contribuir para a melhoria contínua do sistema de saúde como um todo.

Benefícios de possuir a Acreditação ONA

A certificação ONA (Organização Nacional de Acreditação) oferece uma série de benefícios significativos para as instituições de saúde que a obtêm. Aqui estão alguns dos principais benefícios:

  • Reconhecimento de qualidade: A certificação ONA é reconhecida nacionalmente como um selo de qualidade e excelência em cuidados de saúde. Isso pode ajudar as instituições a ganhar reconhecimento e confiança por parte dos pacientes, profissionais de saúde e autoridades reguladoras.
  • Melhoria da qualidade e segurança: O processo de preparação para a certificação ONA envolve uma análise abrangente das práticas e processos de cuidados de saúde da instituição. Isso pode levar a melhorias significativas na qualidade e segurança dos cuidados prestados aos pacientes.
  • Aumento da confiança do paciente: A certificação ONA demonstra o compromisso da instituição com a qualidade, segurança e melhoria contínua dos cuidados de saúde. Isso pode aumentar a confiança dos pacientes e suas famílias na instituição e nos serviços oferecidos.
  • Atração e retenção de talentos: Instituições de saúde certificadas pela ONA são frequentemente vistas como empregadores de escolha para profissionais de saúde em busca de oportunidades de carreira de alta qualidade. A certificação pode ajudar na atração e retenção de talentos qualificados e experientes.
  • Benchmarking e aprendizado: O processo de certificação ONA envolve a comparação das práticas da instituição com padrões nacionais de excelência em cuidados de saúde. Isso permite que as instituições identifiquem áreas de melhoria e aprendam com as melhores práticas de outras organizações certificadas.
  • Cumprimento de requisitos regulatórios: A certificação ONA pode ajudar as instituições a cumprir requisitos regulatórios nacionais relacionados à qualidade e segurança dos cuidados de saúde.
  • Aumento da eficiência operacional: Ao implementar padrões de qualidade e segurança mais rigorosos, as instituições de saúde certificadas pela ONA muitas vezes conseguem melhorar sua eficiência operacional e reduzir custos associados a erros médicos e complicações evitáveis.

Em resumo, a certificação ONA oferece uma série de benefícios tangíveis e intangíveis que podem contribuir significativamente para a excelência operacional e a prestação de cuidados de saúde de alta qualidade.

Quer melhorar a eficiência e a satisfação do atendimento em sua Empresa da Saúde?​

Agende agora mesmo um diagnóstico gratuito e personalizado sobre a área de atendimento do seu negócio.

Descubra as melhores estratégias para encantar seus clientes com quem atende mais de 500.000 beneficiários de Planos de Saúde.

Analisaremos os 3 principais pilares das operações de atendimento: Pessoas, Processos e Tecnologia.

Inscreva-se agora e transforme sua equipe em uma referência no atendimento ao cliente! Clique aqui!

Dulce Delboni Tarpinian

Dulce Delboni Tarpinian

Atuo há 20 anos no segmento de Contact Center. Em 2006 fundei a Estrutura Dinâmica empresa que oferece humanização, resolutividade e inovação no atendimento.
Dulce Delboni Tarpinian

Transformando Caos em Eficiência:Estratégias de Gestão em Equipe para Planos de Saúde. Em um contexto em constante evolução, caracterizado pela complexidade e …

Dulce Delboni Tarpinian

Confira! Como é um CRM eficiente? Personalização e experiência do cliente Automação de processos Melhoria na tomada de decisões Como é um …

Dulce Delboni Tarpinian

Confira! Importância do Atendimento Telefônico em Planos de Saúde Como Funciona o Atendimento Telefônico em Planos de Saúde Dicas para Melhorar o …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

💬 Precisa de Ajuda?